A Cobra Tecnologia, empresa do Banco do Brasil, ameaça precarizar o Plano de Saúde dos trabalhadores

BB TECNOLOGIA (2)

Os empregados da Cobra Tecnologia estão revoltados com a forma que estão sendo tratados aqui, na Bahia, como em todo o território nacional, no que se refere ao plano de saúde “Unimed”.   Demonstraram isto com a presença em massa na assembléia quarta, 19 de abril 2017, às 09:00h, na porta da empresa.

Na semana passada, sem nenhum comunicado prévio aos trabalhadores nem às representações sindicais, informou unilateralmente que o plano seria majorado em 33%. Se não bastasse o peso da copaticipação de 50% do valor mensal a empresa aparece com mais esta novidade.

O nosso reajuste salarial foi abaixo da inflação, a cesta básica nos últimos 06 meses aumentou 16%, a imprensa que é dirigida por grupos ligados à políticos e empresários, esconde o índice real de inflação. Com todo este quadro, se este reajuste for feito da forma que a empresa deseja, o pobre do trabalhador de novo, novamente, outra vez será o único prejudicado. Sem dúvida uma grande falta de respeito com os seus “ditos colaboradores” e suas representações (Sindados e OLT), pois não tiveram condições de opinar sobre o assunto. Exigimos urgentemente a suspensão do reajuste previsto para vigorar em maio.

Será que este novo contrato com a “Unimed” está dentro dos padrões que a legislação exige? Os trabalhadores do interior da Bahia vêm pagando o plano e praticamente não o usam, pois em diversas localidades não existem clínicas, laboratórios ou hospitais conveniados. Muitos são obrigados a se deslocar para Salvador para buscar atendimento (nem sempre o esperado). Segundo pesquisa feita,  esse novo plano deixa muito a desejar.

Os trabalhadores, a comissão sindical e o Sindados, juntos no dia 19/04 deliberaram por paralisar suas atividades laborais no dia 24/04 e também se incorporar, com os demais trabalhadores da categoria, à greve geral do dia 28/04 em defesa da CLT – Consolidação das Leis Trabalhistas e contra a Reforma da Previdência. A direção da empresa já foi comunicada desta decisão e estaremos à disposição, caso ela opte por debater esta situação. Na próxima semana solicitaremos ao MPT – Ministério Público do Trabalho uma mediação, quando serão convidados os representantes legais da diretoria da Cobra e do Banco do Brasil, para que expliquem todos os detalhes desta grotesco aumento.

O sindicato aposta que esta reunião nos trará bons frutos e que a questão do plano de saúde será resolvida. Neste sentido, mais uma vez os trabalhadores da Bahia convocam os trabalhadores dos demais estados a se unirem a nós, pois juntos somos fortes.

QUEREMOS UM PLANO DE SAÚDE DECENTE, QUE NOS DÊ TRAQUILIDADE E SEGURANÇA.

TODOS DIA 24/04 NA PARALISAÇÃO DE 24 HORAS! TODOS DIA 28/04 NA GREVE GERAL!

LUTE, PARTICIPE.  SÓ A LUTA MUDA A VIDA!

Veja Também

mesa (6)

Impasse na 3ª Rodada de Negociação com o Sindicato Patronal

O Sindados reuniu-se dia 14/06/2019 com o Sinepd, para mais uma mesa de negociação do ...